Debate sobre Literatura Fantástica na APL

Num país em que o realismo é muitas vezes considerado o cânone literário, a literatura fantástica persevera, se reafirma, e aporta como tema de debate na Academia Pernambucana de Letras, dentro do projeto Roda de Conversas, que nesta terceira edição,traz como atração os dois papas do gênero no Recife: o jornalista, escritor e pesquisador da cultura popular Roberto Beltrão, um dos editores d´O Recife Assombrado; e o escritor, músico e professor universitário André de Sena, que criou e organizou do Congresso de Literatura Fantástica de Pernambuco (Clif). Será dia 28 de abril, às 15, na sede da APL, Avenida Rui Barbosa, ao lado do Parque da Jaqueira, com entrada gratuita.

Realmente haveria uma literatura fantástica pernambucana, adversa do gênero que é produzido no restante do País? Essa provocação, ao mesmo tempo inspirada num artigo do professor André Sena, e adaptada para o evento, servirá como tema e ponto de partida do debate. O projeto Roda de Conversas se propõe a abrir a APL como espaço de debate para o escritor jovem e todo o pessoal que faz a chamada literatura alternativa, de reconhecida qualidade técnica.

“Todos são benvidos, a Academia é a casa do escritor. Este é o terceiro evento do projeto, que tem sido marcado pela informalidade e descontração”, afirma a presidente da Academia Pernambucana de Letras, Margarida Cantarelli. “Esses debates estão ocorrendo no lugar certo, com gente jovem, inteligente e que ama a literatura como forma de expressão artística”, reforça o acadêmico Cícero Belmar, coordenador do projeto Roda de Conversas.

Além de poeta, escritor e músico, André de Sena é professor do Departamento de Letras da Universidade Federal de Pernambuco. Lidera o Belvidera – Núcleo de Estudos Oitocentistas, grupo de estudos especializado em obras, gêneros e modalidades imaginativas do século 19 e criador, como já foi dito, do Clif, que neste ano ganha a oitava edição. É autor de livros de poesia, contos e teoria literária, e organizador de obras teóricas relacionadas à literatura fantástica, a exemplo de “Literatura fantástica & afins”, “Literatura fantástica e orientalismo” e “Literatura fantástica em Pernambuco & Histórias de fantasmas”.