O Fantasma do Boi

Era uma vez Seu Severino, um senhor idoso, que morava num arruado, dentro do sertão semi–árido nordestino. Chegou uma época em que a seca ficou  insuportável e todos os animais da região começaram a emagrecer e a morrer  O único animal gordo que havia era o boi Frazão, do qual Seu Severino cuidava. Para manter a saúde do animal, o velho preparava estranhas fórmulas mágicas para o bicho comer – era o que o povo dizia.

Até que um dia, Bernardo – compadre de Seu Severino – quis comprar o boi para festejar o casamento de sua filha mais nova. Mas Seu Severino não aceitou vender o bicho, explicando ao seu compadre que era o seu animal de estimação. Naquela noite, Bernardo mandou roubar o boi e fez churrasco dele, na festa de casamento de sua filha.

Porém, no meio da festança, Seu Severino descobriu tudo e ficou furioso. Ele fez uma poderosa oração para que o espírito do boi aparecesse no meio da festança. E foi exatamente isto o que aconteceu: uma luz em forma de boi atravessou o meio do baile e assustou todos os convidados.Todos saíram correndo. Essa luz correu atrás de Bernardo, que fugiu desesperado para o meio da caatinga.

Muitos anos se passaram depois deste acontecimento.Mas, até hoje, dizem que quando há alguma festa de casamento neste lugarejo uma luz em forma de boi aparece no meio do terreiro.

Contado por Luciana do Rocio Mallon

 

 

 

 

Categorias