top of page
  • recifeassombrado6

Aproximações do sono


Inspirado em pesadelos que ultrapassam a barreira do sono e que nos perseguem mesmo de olhos bem abertos, o escritor Raul Colaço, também mestre em Teoria da Literatura pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), lançou o seu segundo livro de contos, Aproximações do sono. A publicação vem com selo da editora carioca 7Letras.


“O livro surgiu do obsessivo desejo, presente desde o meu primeiro livro, Rúmino-ressonância, de encontrar o limite entre a vigília e o sono, o instante exato em que deixamos de estar acordados para nos entregar a inconsciência. Queria, também, borrar essa fronteira, mostrar que a realidade que experimentamos hoje não se vincula à racionalidade e que o ato de dormir, ou de sonhar, talvez, seja a nossa única defesa contra esse mundo caótico e degradado”, explica o autor. A publicação segue uma lógica crescente que se materializa, inclusive, no tamanho dos contos, partindo de textos de pouquíssimas linhas até desembocarem narrativas de sete, oito páginas. “O ponto de partida da obra é sempre o cotidiano até, de repente, não ser mais. No conto ‘Brincadeira’, por exemplo,há uma mulher que trabalha num bar e é, com frequência, assediada pelo mesmo homem. Num dia qualquer, um macaco aparece no local e essa presença inesperada modifica a rotina. Num outro texto, intitulado ‘Caravana’, um simples passeio na praia se converte num monstruoso momento de epifania”, conta Colaço. A obra, composta por quinze contos, divide-se em dois blocos, SONO REM e SONO NÃO-REM. Vale ressaltar, ainda, a presença importante das epígrafes, quase todas retiradas de músicas brasileiras de massa, que ganham destaque na segunda parte e figuram como uma estranha e contraditória trilha sonora do horror.

Onde comprar:




25 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo