top of page
  • recifeassombrado6

Nós vimos "Fale comgo"


Adolescentes sem juízo desfiam as regras do bom senso e acabam enfrentando terríveis consequências. Esse argumento é um do mais usados pelos cineastas em filmes de horror, não é mesmo? Mas isso não significa que uma premissa tão batida não possa dar origem a uma história verdadeiramente assustadora e surpreendente. A prova disso está em Fale Comigo, dos diretores australianos Danny e Michael Philippou (irmãos gêmeos!). Desde que teve sua primeira exibição no prestigiado Festival de Sundance 2023, a produção está sendo considerada um das melhores e mais perturbadoras produções do gênero ano. Isso devido principalmente à qualidade do roteiro, que trabalha de forma muito sutil e eficiente os dramas pessoais dos personagens.


No enredo, jovens da “geração Z” - sempre expondo, nas redes sociais, tudo que fazem – se divertem com uma mão humana embalsamada que, quando tocada, permite a comunicação com espíritos atormentados. A protagonista Mia (Sophie Wilde) passa pela experiência numa dessas sessões promovidas pelos amigos e vê uma oportunidade de fazer contato com a falecia mãe, morta de dentro da casa família numa situação misteriosa.



Há, claro, agoniantes cenas gore, com sangue e feridas explícitas. Mas tudo dosado na medida certa, apenas para pontuar a aflição sobrenatural e pessoal vivida no labirinto dos ocorrências cada vez mais terríveis. Os diretores acertam ao seguir uma linha traçada por produções clássicas com o Exorcista (1973) e ou mais recentes como Hereditário (2018). Qualidade também se vê na mudança de expressão dos atores nas cenas nas quais acontecem o contato com o mundo espiritual – uma mistura bem feita de maquiagem, enquadramentos inusitados e montagem alucinante que passa muita veracidade.





Para quem acompanha o gênero horror, portanto, Fale Comigo é imperdível. Mais uma produção da A24, responsável por outros clássicos contemporâneos de horror como Midsommar (2019) e A Bruxa (2015) e também da aclamada comédia de ficção científica Tudo em Todo Lugar Ao Mesmo Tempo (2022). Lembrando que Danny e Michael Philippou começaram a produzir audiovisual num canal do YouTube – uma prova de que na produção independente pode estar a garantia de uma relevância verdadeiramente impactante do cinema de gênero.


Fale comigo estreia nos cinemas brasileiros em 17 de agosto.


Por Roberto Beltrão

39 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo

2 comentarios


filipeartesvisuais
15 sept 2023

Esse é bom demais. Vale muito a pena a experiência na telona.

Me gusta

Invitado
15 ago 2023

Adorei. Filmes com espíritos do mal são os que mais gosto.

Me gusta
bottom of page